Mensagem do Frei Inácio Dellazari para Páscoa


PAIXÃO DO SENHOR


São Francisco de Assis, falando da paixão de Cristo escreve o seguinte: “ Não foram tampouco os espíritos malignos que o crucificaram, mas tu em aliança com eles o crucificastes e o crucificas ainda quando te deleitas em vícios e pecados”( Adm V, 3).

Ao São Francisco dizer “ ainda o crucificas”, está dizendo que o mistério da paixão do Senhor não é fato passado, mas um mistério que continua se atualizando em nosso tempo. Deus continua padecendo em nossa história, nos tempos atuais. A Igreja na América Latina tem o mesmo olhar quando, no Documento de Puebla, escreve o seguinte: “ Esta situação de extrema pobreza generalizada, adquire na vida real, feições concretíssimas, nas quais deveríamos reconhecer as feições sofredoras de Cristo, o Senhor (que nos questiona e interpela). Em seguida o Documento identifica as feições: feições de crianças, jovens, indígenas, sem terra, operários, marginalizados, amontoados e anciãos. E conclui: “ Compartilhamos com nosso povo de outras angústias que brotam da falta de respeito à sua dignidade de ser humano, imagem e semelhança do Criador e a seus direitos inalienáveis de filhos de Deus( Puebla, 31-40 ).

O Documento de Puebla é de 1979. Poderíamos pensar que esse tempo já passou. Mas olhemos para o nosso tempo, o ano de 2019 e pensemos em Brumadinho, o massacre na escola em Suzano, a execução com 80 tiros de Evaldo Rosa dos Santos, o assassinato de Mariele, as agressões às mulheres, a morte das lideranças dos sem terra, a promoção da tortura e do armamento, a situação dos migrantes e tantas outras situações de agressão à vida humana. A ganância e sede de lucro das mineradoras, para quem as pessoas são lixo, assassinou mais de 300 pessoas. É a paixão do Senhor na paixão do povo de nosso tempo.

São Francisco de Assis diria a todos nós hoje: o amor continua não sendo amado. Cristo continua sendo crucificado. Amar o amor significa ser grão de trigo, carregar a cruz, dar a vida pelos amigos, ter uma paixão pela humanidade que sofre, fazer da paixão do povo sofredor a própria paixão. Vale à pena sofrer quando é para amar. Quem não se dispõe a morrer e sofrer pelos outros não serve para amar. Uma Feliz e abençoada Páscoa para todas e todos.


Frei Inácio Dellazari OFM

Ministro Provincial dos Franciscanos do RS

0 visualização

CONTATO

(51) 9 81934117 (WhatsApp)

(51) 9 91333684

SIGA-NOS E ACOMPANHE

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
Logo_Provincial.png

© 2018 Todos os direitos reservados | Ordem dos Frades Menores - Rio Grande do Sul