Mensagem do Ministro Geral, Frei Michael Perry, sobre o Coronavírus

O Senhor vos dê a paz!


Nos últimos três meses, desde a descoberta do novo Coronavírus, testemunhamos sua proliferação progressiva de uma região específica da China a mais de 115 países. Praticamente toda a comunidade humana está envolvida em uma grande batalha para tentar conter sua disseminação, cuidar dos infectados (mais de 126.000) e chorar pelos entes queridos que morreram (mais de 4.500). O impacto econômico nas nações, famílias, indivíduos e, especialmente, sobre os pobres será, sem dúvida, catastrófico.

Nas primeiras etapas dessa pandemia podemos nos sentir protegidos, imunes, distantes e até um pouco despreocupados com o vírus e seu impacto. No entanto, o vírus continua sua implacável propagação, nos encontramos no epicentro de uma crise. Todavia ainda existem muitos aspectos científicos do vírus que não são totalmente compreendidos. Não respeita fronteiras ou limites: físico, sociais, psicológicos, religiosos ou culturais. Sua capacidade estratégica de saltar de um indivíduo para outro o torna particularmente agressivo. As respostas elaboradas e aplicadas pelos governos para impedir sua proliferação exigem de nós sacrifícios que restringem o exercício de nossas liberdades pessoais, como nunca experimentamos antes. E, no entanto, essas medidas são necessárias para impedir a disseminação do vírus. Oramos especialmente por aqueles que estão na linha de frente como pessoal médico, por aqueles que estão envolvidos em pesquisas para encontrar uma vacina e por governos que lutam para encontrar respostas eficazes para garantir a segurança e o bem-estar de seus povos.

Minha intenção ao lhes escrever neste momento crucial é tentar ajudar a dissipar seus medos e ansiedade. Para aqueles que vivem em países que foram desproporcionalmente afetados até o momento, quero encorajá-los a que permaneçam forte na fé. Para aqueles que vivem em países que experimentam menos infecções, permaneçam vigilantes o tempo todo. Durante este período litúrgico especial da Quaresma, os cristãos são convidados a acompanhar Jesus, lembrando as grandes lutas e crises que ele enfrentou, lembrando também sua morte na cruz como sacrifício de puro amor.

Mas nem o sofrimento nem a morte tiveram a última palavra em sua vida, nem deveriam tê-las em nossas vidas. A esperança que oferece o evento da ressurreição e os atos diários de justiça, misericórdia e amor deveriam nos inspirar a olhar além de todo medo, de toda ansiedade, e perceber a presença de Jesus que continua dirigindo-nos as mesmas palavras que disse a seus amigos e discípulos amados: “Não tenham medo! Eu estou com vocês até o fim dos tempos”.

No meio desta pandemia, não percamos de vista o inumerável grupo de pessoas em todo o mundo que estão passando por outras crises. Nossos corações estão com os povos da Síria, República Democrática do Congo, Venezuela, Mindanau, Repúblicas do Sudão e Sudão do Sul, Palestina, Líbano e com irmãos e irmãs vivendo em outras partes do mundo onde a dignidade humana, os direitos fundamentais e a sobrevivência física básica estão sempre ameaçadas. Aproveitemos esta circunstância para superar todas as divisões e medos e busquemos caminhos que conduzam a um diálogo autêntico, à cooperação e à promoção do bem-estar de toda a humanidade, especialmente dos pobres e excluídos. Vamos também aprofundar nosso compromisso de amar e cuidar do ambiente natural, nosso lar comum.

Que o Senhor abençoe a cada um de vocês, meus queridos irmãos. Permitamos que a força de nossas convicções, nosso compromisso com o modo de vida evangélico inspirado por São Francisco de Assis, nos permita ser fiéis testemunhas do poder do amor e da esperança que nossa fé oferece em todas as áreas da vida.


Fraternalmente em Cristo e Francisco,

Roma, 12 de março de 2020

Fr. Michael A. Perry, OFM

Ministro Geral e Servo


0 visualização

CONTATO

(51) 9 81934117 (WhatsApp)

(51) 9 91333684

SIGA-NOS E ACOMPANHE

  • Instagram - White Circle
  • Facebook - Círculo Branco
  • YouTube - Círculo Branco
Logo_Provincial.png

© 2018 Todos os direitos reservados | Ordem dos Frades Menores - Rio Grande do Sul