O coração humano e divino de Jesus

O CORAÇÃO HUMANO E DIVINO DE JESUS

O Coração humano e divino de Jesus é a fonte onde sempre podemos haurir a misericórdia, o perdão, e a ternura de Deus” (Papa Francisco- Homilia dia 18/06/20)


Neste mês dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, somos convidados a refletir sobre a grandeza do amor infinito e misericordioso de Jesus que nos abraça com ternura e nos ensina a acolher no nosso coração o irmão que sofre, e nos fortalece para acolher as nossas próprias dores. Este coração tão humano e tão divino que deu a vida para que nós pudéssemos ter VIDA em plenitude.

Nestes tempos difíceis que estamos vivendo em função da pandemia que assola o mundo inteiro, a certeza do olhar misericordioso de Jesus nos traz o consolo e a esperança que nos ajudam a passar pelo sofrimento, incerteza e insegurança, sentimentos que nos acompanham neste momento da história. Nossa esperança vem da certeza de que Cristo nos olha com olhar de predileção, especialmente volta seu coração para os mais sofridos, como nos lembra nosso querido São João Paulo II, “Jesus Cristo olhou com olhar de predileção para os enfermos, os aflitos, os pobres, os deficientes, os sofredores, reservando a eles as mais ternas palpitações do Seu Coração”.

É necessário que o nosso coração esteja aberto a ação de Deus para que não sejamos indiferentes a dor do irmão que está ao nosso lado e que só precisa da nossa compaixão e solidariedade. Semelhante ao coração de Jesus nosso coração também deve palpitar diante da dor do irmão que sofre e não podemos ficar indiferentes a este sofrimento. “Quanto mais perto estivermos do Coração de Jesus, menos indiferentes seremos ao que nos cerca, desejando nos comprometer com Jesus Cristo neste mundo, a serviço de sua missão de compaixão. (Papa FranciscoHomilia 04/06/20).

Precisamos estar atentos, e responder com generosidade ao convite de Jesus, que nos interpela a "permanecer no seu amor" (cf. Jo 15, 9). Precisamos ser fortes e não desviar o nosso olhar deste amor que deu a vida por nós. Permanecer no amor de Cristo deve ser nossa preocupação cotidiana, especialmente nos momentos mais exigentes e difíceis, permanecer no seu amor nos tornará fortes, e nos ajudará a encontrar na fonte do coração de Jesus os motivos da nossa esperança.

O coração de Jesus nos chama a estar sempre perto do seu coração, a agir com misericórdia, paciência e mansidão. Seu coração nos acolhe e nos convida a abandonar nossas seguranças e colocar em Deus toda nossa confiança. O coração misericordioso de Jesus nos convida a fazer da nossa vida um dom de amor sem reservas a serviço do Reino.

Finalizo esta reflexão com as sábias palavras de nosso querido Papa Emérito Bento XVI, que exorta especialmente aqueles que são chamados a seguir Jesus mais de perto na vida sacerdotal e na vida Consagrada: “Só assim seremos capazes de cooperar eficazmente para o misterioso "desígnio do Pai", que consiste em "fazer de Cristo o coração do mundo"! Desígnio que se realiza na história, na medida em que Cristo se torna o Coração dos corações humanos, começando a partir daqueles que são chamados a estar mais próximos dele”.

Que Jesus nos conceda a graça de fazer de Cristo o coração do mundo através do nosso testemunho e da nossa alegria franciscana.


Fraternalmente

Irmã Virginia Matias Homem

Congregação das Irmãs Franciscanas Alcantarinas.





17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo